sexta-feira, 21 de agosto de 2015

O assalto

Como disse no post anterior, estou sem fogão há muitos meses.

Quem mora sozinho e não tem um gosto pela culinária/gastronomia está sempre correndo o risco de sucumbir a uma dieta baseada em comida congelada, delivery de hambúrguer, salgadinho de padaria e outras porcarias do gênero. 

Se você mora sozinho e não tem um fogão... aí, meu amigo, o capiroto surge quase que diariamente e sussurra no seu ouvido: "come só mais uma lasanha de quatro queijos da sadia... só mais uma!".


Tipo isso
Buscando melhorar a qualidade da minha alimentação, no domingo passado fui ao shopping olhar fogões. Fui só olhar os modelos mesmo, pois nunca tive qualquer dúvida de que comprar pela internet seria mais barato.

Depois da sondada no shopping, fui andando até a minha empresa, que fica num prédio comercial muitíssimo perto dali, pra sentar na frente do computador e só sair de lá com um fogão devidamente comprado na Americanas.com, Pontofrio.com ou quem quer que vendesse mais barato.

Cheguei no prédio, cumprimentei o porteiro, subi para o décimo primeiro andar, fui andando em direção à porta de vidro da minha empresa e... percebi que tinha um cara lá dentro.

Isso mesmo, confrades, em plena tarde de um domingo chuvoso havia um estranho dentro da empresa, que pela vestimenta mais parecia recém-saído de um baile funk.

"Que porra é essa?", pensei enquanto recuava para fora do campo de visão do sujeito, que pelo visto não tinha me visto no corredor do andar, e se viu não desconfiou que eu queria entrar justamente onde ele estava.

Liguei pro meu sócio e perguntei se ele sabia de algo, ele disse que não e "chama a polícia". Liguei pro meu outro sócio que também não sabia de nada e "chama a polícia". Liguei pro meu outro sócio cacete quanto sócio e ele disse "entra lá e pergunta o que ele tá fazendo ali".

Como ser vítima de roubo seguido de morte não estava dentro dos meus planos para aquele domingo, segui a sugestão dos dois primeiros sócios e liguei pro 190.

Em questão de alguns minutos (acredito que menos de 15 minutos) dois PMs apareceram.

Entramos na empresa para abordar o elemento suspeito, os PMs com arma em punho e eu com o cu na mão. O sujeito que estava lá dentro nos viu, fez uma cara de "agora fudeu!", botou a mão pro alto e ficou dizendo "calma aííí véi, calma aííí, pelo amor de Deus!". 

"Calma aí o caralho!", disse o Madruga, pois com a PM do lado é fácil peitar bandido. 

Depois de devidamente revistado e na hora de ser algemado para ser levado à viatura, o sujeito disse "calma aí Patrão, calma aí, eu sou marido da Sheila!". 

Sheila é a secretária da empresa.

Foi dada a palavra pro desgraçado marido da secretária explicar o que diabos ele estava fazendo ali e, adivinhem só? Ele pegou a chave da secretária, com o consentimento dela, para entrar na minha empresa e imprimir mais de duzentas folhas de um material relacionado ao curso técnico que ele faz.

Liguei para a Sheila e ela confirmou: "Ele tava precisando imprimir uma apostila do curso dele com urgência mas não tinha aonde imprimir.. entreguei a chave e falei pra ele imprimir aí", disse ela, num tom de "não prende meu marido, pelas barbas do profeta".

Minha reação quando achei que ia prender bandido e flagrei o marido da secretária imprimindo apostila de curso de técnico em contabilidade
Peguei a chave que estava em poder dele, disse que não iria prestar queixa e a PM deixou ele ir embora. No dia seguinte trocamos a fechadura da porta de vidro e demitimos a secretária sem justa causa.

Já estou puto de novo só de escrever sobre isso. Até daria pra prestar queixa, demitir com justa causa etc, mas vou perder tempo com revanchismo contra dois miseráveis? Bola pra frente e foco no dinheiro.

Aquele abraço!

16 comentários:

  1. É por essas e outras que evito ao máximo ter funcionários. Parabéns pela inteligente decisão de demitir sem ser por justa causa. Foco no que realmente importa.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também evito, Dividendos, mas no meu caso secretária é um mal necessário, pois recebemos aproximadamente 20 ligações por dia, muitas delas inúteis; é preciso recepcionar clientes e potenciais clientes quase que diariamente; fazer café; "filtrar" ligações telefônicas; manter a sala de reunião arrumada; a quantidade de papel que é preciso xerocar/digitalizar é enorme, enfim, são um monte de pequenas tarefas que precisam ser delegadas pra alguém de nível médio, do contrário o pessoal especializado não consegue trabalhar em paz, sendo interrompido o tempo inteiro.

      Excluir
  2. Não costuma comentar, mas nesse caso voi ter que dizer que a cena deve ter sido cômica! Kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinícius, foi bem cômico mesmo agora que analiso a situação em retrospecto, hehe.

      Excluir
  3. Não sei se teria tido a mesma compreensão da situação, mas é como o Madruga dizia: A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A demissão sem justa causa foi só pra evitar encheção de saco... é o jeito mais fácil de cortar relação sem ser surpreendido no futuro com cartinha da justiça mandando você contestar reclamação trabalhista ou qualquer coisa do gênero...

      Fora o fato de que nunca se sabe o que pode sair da cabeça de um juiz trabalhista... de repente ele diz "você não tinha que ter demitido com justa causa assim de uma vez... tinha que ter dado uma advertência por escrito".

      Excluir
  4. Caramba.. E você já havia escrito sobre a dificuldade de conseguir boas secretárias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá difícil, camarada.... ainda estamos em agosto e já temos que procurar a terceira secretária de 2015.

      E olha que pagamos sempre em dia, do jeito que foi combinado no contrato de trabalho, e não exigimos nada mais do que assiduidade e a realização de tarefas simples... mas cedo ou tarde todas começam a chutar o pau da barraca.

      Abraço e volte sempre!

      Excluir
  5. Amigo Madruga! Essa situação em plena crise e desemprego, imagina se estivéssemos em Pleno Emprego? Mão de Obra qualificada e honesta neste páis é muito complicado, ter confiança a uma pessoa é mais ainda. Isso foi que voce pegou no flagra, imagina se tiver acontecido outras vezes??? O prejuizo que estava tendo sem perceber? Uma coisa que notei na minha empresa e adotei como gestão, NUNCA CONTRATE MULHERES (exceto para área de vendas e de prospecção de negócios), pois, além de poderem ficar grávidas, dão mais atestado, pedem para sair sempre que acontece algum problema, são muito emocionais e nenhum pouco racionais. Minha equipe é 100% homem e nao tenho o que me queixar, já foi 50% a 50%, isso aqui era um inferno, uma fofocaiada que nao aguentava mais, e quando elas estavam no cio ou menstruadas? Era mal humor e mulher se oferendo para todo mundo. Mas, mudando de assunto, continue com as postagens, que sejam mais rotineiras, gosto muito do seu blog e acompanho a galera do blogsfera diariamente. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Matheus, tudo bem?

      Pensando nas pessoas que já passaram pela minha empresa, também acredito que tive mais experiências profissionais positivas com funcionários/estagiários homens do que mulheres.

      Confirmo o que você disse com base na minha vivência: mulher parece ter muito mais dificuldade em separar vida pessoal e profissional, e como consequência acaba despejando consequências da vida pessoal na vida profissional de um modo bem mais intenso.

      Mulher grávida é um problema que felizmente nunca enfrentei até agora... mas mulher com filho pequeno... Pelas barbas do profeta! Nunca mais! Na entrevista elas dizem: "tá tranquilo, eu moro com minha mãe/sogra e ela cuida do meu filho", e depois que são contratadas faltam o trabalho a cada peidinho que a criança dá em casa pois o "filho tá passando muito mal".

      Claro que tudo isso que eu tô dizendo não tem base empírica, e talvez tenha até uma certa dose de discriminação de gênero, mas eu não tenho empresa pra pregar igualdade entre os sexos...

      O problema é que aqui precisamos de uma recepcionista e pra essa função em específico todo mundo meio que espera ser recebido/atendido por uma moça.

      Fico feliz que goste do blog... farei mais um post ainda esse mês. Abraço!

      Excluir
  6. Curti o blog madruga! To te acompanhando agora..

    ResponderExcluir
  7. Nesse caso, também conta demais o bom senso. Onde já se viu um negócio desses? haha

    Anyway, to te acompanhando agora madruga! Vim lá do vida de pobreta.

    Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, bom senso é algo que definitivamente faltou a essa secretária.

      Abraço, Albino, e seja bem vindo!

      Excluir
  8. kkkkkkkkk queria ver a sua cara ao lado do PM, no fundo a musica do Tropa de elite peito estufado e pensando "Vamos embolar esse malaco... kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir