sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Vovó safada - parte 2

No post "Vovó safada - parte 1" compartilhei com vocês um acontecimento desagradável: a mãe do meu pai o abandonou quando ele tinha 7 anos de idade, sumiu por cinquenta anos, e agora ressurgiu das cinzas ao ajuizar uma ação de alimentos contra ele, pedindo que a justiça condene o meu pai a pagar, a título de prestação alimentícia, 30% de toda e qualquer renda líquida que ele aferir.

Pra quem não captou o absurdo da situação: por conta dessa ação de alimentos, meu pai passou a correr risco de ter que entregar 30% da renda mensal dele de mão beijada para a mulher que o abandonou quando ele era criança e não se importou em saber se o próprio filho estava vivo ou morto no meio século que se sucedeu.

Como me sinto toda vez que penso na pessoa maravilhosa que é essa minha avó
Não sei se eu deveria escrever isso pois me parece um tanto quanto óbvio, mas por precaução eu digo: leia a parte 1 antes de ler a parte 2.

Sem mais delongas, vamos à parte 2:

Logo no começo do processo, mesmo antes de notificarem meu pai para que ele pudesse apresentar sua defesa, a justiça já havia determinado que ele deveria pagar 2 salários mínimos mensais para a mãe dele, que serviria como uma espécie de pensão alimentícia provisória enquanto a questão não fosse decidida de forma definitiva pelo Poder Judiciário.

Em outras palavras, meu pai mal tinha tomado conhecimento acerca da existência do processo e já levou porrada, tendo que depositar R$ 1.760,00/mês para a mãe dele sob pena de ser preso, que é o que acontece com quem não paga pensão alimentícia.

O recado da justiça estava dado: ou meu pai depositava R$ 1,7 mil/mês na conta da vigarista, ou iria preso.
E os problemas não pararam por aí: a ação de alimentos foi ajuizada num interiorzão do norte do país, e meu pai precisava contratar um advogado disposto a defendê-lo lá.

Depois de muita busca, tendo que lidar com advogados que reprovariam com louvor numa prova de português do ensino fundamental, conseguimos encontrar um advogado que parecia saber do que estava falando, e lá se foram mais R$ 4.500,00 para contratá-lo.

A defesa foi apresentada por escrito, e nela meu pai teve a oportunidade de contar sobre o abandono, e demonstrar que seria um absurdo condená-lo a pagar pensão a uma mãe que nunca esteve presente.

O dia da audiência estava se aproximando e lá foi meu pai gastar quase R$ 1.500,00 entre passagens aéreas e hospedagem para ficar frente a frente com a vovó safada pela primeira vez desde a longínqua década de 60.

Imagem que retrata com riqueza de detalhes o meu pai contra a Vovó Safada numa sala de audiência no norte do país
O dia da audiência chegou e a Vovó Safada apareceu no fórum acompanhada de uma dezena de parentes - um bando de tias e primos do meu pai cuja existência ele desconhecia, mas que ele reconheceu como prováveis parentes por conta das semelhanças físicas.

Os lacaios da Vovó Safada estavam naquela farofada/gritaria que sempre acontece quando meia dúzia de pobres se juntam, e às vezes olhavam de lado para o meu pai e cochichavam alguma coisa entre si, davam risadinhas etc.

Nesse momento pré-audiência meu pai pôde observar algo interessante: a parentada que ele acabara de conhecer estava naquele clima de final de copa do mundo, empolgadíssimos com a perspectiva de parasitar 30% da renda dele (algo na faixa de R$ 6 mil), enquanto a própria Vovó Safada estava sentada num canto, com uma bengala velha em mãos e um olhar perdido.

Ficou meio evidente naquele momento que quem estava por trás da ação de alimentos eram esses parentes. Provavelmente eles investigaram, descobriram que a Vovó Safada tem um "filho rico", e se animaram com a possibilidade de tirar dinheiro do bolso desse filho sem muito esforço.

Mas enfim, chamaram para a sala de audiência somente a Vovó Safada, o advogado dela, o meu pai e o advogado dele.

Como eu imagino que é uma audiência que trata de questões familiares
A Juíza perguntou se existia alguma possibilidade de acordo, e o advogado da Vovó Safada disse que pra fechar um acordo aceitaria que a pensão alimentícia fosse 15% da renda mensal líquida do meu pai (algo em torno de R$ 3 mil).

O advogado do meu pai recusou e não fez nenhuma contraproposta.

Diante da falta de acordo, a juíza passou de 20 a 30 minutos lendo o processo em silêncio, enquanto os advogados, meu pai e a Vovó Safada ficaram lá sentados, um de frente pro outro, com cara de tacho esperando a mulher terminar de ler.

Assim que terminou de ler o processo, a juíza quis ouvir o que a Vovó Safada tinha a dizer, mas ela não conseguia se expressar direito, e o advogado dela ficou em silêncio em vez de ajudar a organizar as ideias.

Depois disso a juíza quis ouvir meu pai, que contou sobre o abandono, que nos últimos 50 anos a velha nunca nem se deu ao trabalho de escrever uma carta, dar um telefonema, adicionar no Orkut, enfim, nenhuma forma de contato.

A juíza encerrou a audiência, disse que a sentença sairia em breve e meu pai voltou pra casa.
Em breve? Em breve quando? Cada mês que esse em breve demorar meu pai perde R$ 1,7k.
Felizmente a sentença realmente saiu rapidinho, e nesse momento tenho a felicidade de compartilhar com vocês o fato de que a Vovó Safada e seus lacaios tomaram no tereco.
A juíza teve a sensatez de perceber o absurdo da situação, e ainda aproveitou a sentença para dizer que, como ser humano e mãe de dois filhos, achava um absurdo uma pessoa abandonar o filho ainda criança e nunca mais fazer contato.

Pela sentença, meu pai ficou desobrigado de prestar qualquer tipo de auxílio financeiro à Vovó Safada.
Logo depois da sentença começou o prazo para recurso. O advogado da Vovó Safada informou no processo que o contrato dele com ela se encerrou (sei lá por qual motivo, provavelmente falta de pagamento), e o prazo pra recurso acabou sem que a Vovó Safada tenha apresentado apelação.

Acabou, pois, o drama, e agora meu pai pode dormir tranquilo.

O final foi feliz, mas já pararam para calcular o prejuízo que meu pai tomou na aventura judicial da Vovó Safada?

R$ 5.280,00 correspondentes a 3 meses de pensão provisória.
R$ 4.500,00 da contratação de advogado.
R$ 1.500,00 entre passagens aéreas, hospedagem e alimentação.
Total: R$ 11.280,00.
Isso só de prejuízo financeiro! E o desgaste mental de ter passado por uma situação dessas?
É fogo, amigo! 
Tratem bem seus filhos se quiser que eles cuidem de você na velhice!
Aquele abraço!

84 comentários:

  1. E como está o emocional do seu pais em relação à mãe dele? Afinal, mãe é mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ficou com pena de vê-la idosa e aparentemente sem condição de falar uma frase sequer que fizesse algum sentido.

      E ficou bem puto com o advogado que defendeu a mãe dele, pois acha que o cara fez um trabalho de bosta.

      Acho que ele foi pra lá bastante aberto a fazer um acordo na faixa de 500 temers, que pra ele é a mesma coisa que nada e pra ela faria uma bela diferença.

      Mas eu sinceramente acho que um acordo desse tipo seria algo bastante perigoso.

      Digo isso pois um acordo necessariamente envolveria obrigação dele pagar pensão alimentícia, mesmo que no valor de R$ 500,00.

      E pensões alimentícias podem ser revistas a qualquer tempo, ou seja, se a situação da véia se agravasse, o Judiciário poderia subir esses R$ 500,00 para R$ 1 mil, R$ 2 mil, R$ 3 mil... o céu é o limite.

      Não existiria a menor segurança para o meu pai caso ele fizesse um acordo. Continuaria sujeito aos caprichos da Vovó Safada e do Judiciário.

      A sentença dizendo que ele não tem obrigação de pagar alimentos com certeza foi o melhor cenário possível.

      É o único que garante a tranquilidade financeira que o meu pai merece depois de mais de 30 anos de trabalho.

      E quanto à véia, ela estava cercada de parentes no dia da audiência, o que é um forte indicativo de que ela não está sozinha/abandonada, então eu particularmente não sinto muita pena dela.

      Abraço!

      Excluir
    2. Sério que seu pai foi pretendendo dar 500 reais para a velha? E ainda ficou puto com o advogado dela por ter feito um trabalho ruim? Seu pai deve ser muito gente boa mesmo. Fosse eu, não daria nem um real. Afinal pai e mãe é quem cria. Se tivesse sido abandonado quando criança, não iria nem querer ver os velhos novamente.

      Só espero que seu pai não fique com pena da velha e decida dar os 500 reais "extrajudicialmente", pois aí abriria brecha pros parentes safados abrirem a ação de novo.

      Excluir
    3. Pois é Anon, acho que ele não guarda muito rancor.

      Eu não seria bonzinho assim também não.

      Excluir
  2. É muito bom ouvir uma história em que favelados, vileiros, parasitas se fodem no final, muito obrigado Madruga por este prazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me senti bem melhor, pena que vocês gastaram mais de 11 kilos para acabar com esse estelionato.

      Excluir
    2. Hahahaha também fiquei feliz com o desfecho. Nunca se sabe o que pode sair da cabeça de um juiz, então foram meses de bastante insegurança.

      Os R$ 11k foram uma pena mesmo, se fosse comigo eu acho que passaria o resto da vida puto por causa dessas despesas, mas meu pai tem uma situação financeira melhor então logo logo ele deixa pra lá.

      Excluir
    3. Engraçado, uma juíza que deu causa ganha ao homem em relação a pensão e a rapidez da justiça. Ué a justiça não seria feminista e de alta morosidade?

      Excluir
    4. A rapidez (4 ou 5 meses, sei lá) me surpreendeu um pouco. Mas é uma causa de baixíssima complexidade e após a sentença não teve nenhum recurso, o que facilitou a coisa toda.

      Eu estava bem pessimista quanto ao resultado, mas sempre ciente de que cabeça de juiz é caixinha de surpresas.

      Abraço!

      Excluir
  3. Difícil situação, é a típica vitória pírrica, se levar em conta não só o lado financeiro, mas também o emocional.

    Mas não se engane, tem que agradecer a Deus, tenho certeza que seria muito pior para o seu pai se ela não tivesse o abandonado, talvez estivesse hoje entre os chimpanzés que a rodeavam antes da audiência.

    Abraço, Madruga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem apontado, eu nunca tinha pensado por esse lado. Se ela não tivesse o abandonado, provavelmente ele seria um desempregado semianalfabeto no norte do Brasil. Há males que vem para o bem, rs.

      Abraço!

      Excluir
  4. Que maravilha de sentença!! Só de ver que o advogado abandou o caso já demonstra a malandragem dessa família da vovó safada. Espero que seu pai nunca mais mantenha contato com ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o advogado abandonou por falta de pagamento.

      Ou ele assumiu alguma espécie de contrato de risco, onde ele só ganharia dinheiro se conseguisse garantir a pensão alimentícia, e quando viu que deu merda ele abandonou o navio.

      Também espero que ele não mantenha mais contato com ela. Acho perigoso se relacionar com esse pessoal.

      Excluir
  5. Que alívio, Madruga! Tava ansioso para saber o final desta novela. Que bom que justiça foi feita.

    O mais irônico é que, pelo narrado, a velha provavelmente nem sabia da tal ação. Provavelmente foram estes parentes sanguessugas que armaram todo esse circo, usando a velha como "laranja". Não que isso a isente de ter abandonado seu pai quando criança obviamente, mas fosse só ela, vcs nunca mais teriam ouvido falar dela. O post podia até renomeado "Parentada safada" ao invés da "Vovó safada".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, acho que tá mais pra Parentada Safada do que pra Vovó Safada mesmo.

      Ela realmente aparentava não ter a menor ideia do que estava fazendo ali, pelo que meu pai disse.

      Mas, por conta do abandono, ela continua merecedora do título de Vóvo Safada rs.

      Abraço!

      Excluir
  6. Bom saber que a história teve um fim relativamente feliz. Felicidades madruga.
    Legal saber que seu pai "fez América", saindo de um buraco e hoje tem 15k por mês de renda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da onde você tirou esse valor? Ele escreveu que 3k é 15% líquido do que o pai dele recebe... isso dá 20k líquido, ou seja, um salário de mais de 27k, porque tem FGTS, INSS, etc.

      Excluir
    2. Fala, CF, Mestre Lírico e Anon!

      Eu nunca soube qual a renda dele pois não é algo que ele comenta, mas a partir dessa situação com a Vovó Safada pude ter uma boa noção (está mais pro que o Anon disse mesmo).

      Ele tem uma história de superação muito boa mesmo, pois tinha uma enorme chance de ser um fudido.

      Abraço!

      Excluir
  7. Que bom que ocorreu td bem!

    Apesar da quantia perdia, seu pai recuperará rapidinho o valor.

    Isso me lembrou o caso de um conhecido que foi acusado erroneamente de um crime que nao cometeu (ele nao estava no meio e conseguiu provas, testumnhas e o escambau) mas teve que desembolsar R$ 17k e agora pretende entrar contra a família que o falsamente acusou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também conheço gente que foi acusada injustamente. E o pior de tudo é que, por mais que você consiga provar sua inocência/ser inocentado, passa o resto da vida recebendo olhares de desconfiança.

      Tomara que ele consiga uma bela indenização contra essa família, M1M!

      Excluir
  8. Cara se eu me senti aliviado imagina vocês... Perto do preju de 36k anuais por sabe lá quanto tempo que seu pai poderia tomar esses 11k não são nada, apenas baixas de uma guerra vencida. Essa noticia me deu até esperança que esse país não é tão lixo e talvez ainda tenha jeito. SR FODA LOW COST.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr Foda Low Cost, também recuperei um pouquinho da minha fé na humanidade depois dessa sentença. Eu estava realmente achando que o bicho ia pegar pro lado do meu pai.

      Excluir
  9. Rapaz que história, ainda bem que a safada não conseguiu o que queria. Só de ler já me deu raiva!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fala anon, foram vários meses de muito stress.

      Excluir
  10. Ainda bem que deu tudo certo Madruga, mas e a história do gringo? No que deu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Conde! Por enquanto não tenho nenhuma novidade relevante sobre a história do gringo. Quando tiver novidades eu posto uma parte 2, mas pelo visto aquilo ali vai demorar bastante...

      Excluir
  11. Cara que alivio.
    11k é uma quantia alta, mas nada demais comparado com o que teria que pagar para o resto da vida. Ainda bem que deu tudo certo Sr Madruga.

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, melhor pagar R$ 11k agora do que uma fortuna ao longo de vários anos...

      Abraço!

      Excluir
  12. Puta que pariu! Nunca fiquei tão puto lendo relatos na internet, nem de homens que sofreram humilhações homéricas de mulheres me deixaram tão irritado.

    Essa velha terá o seu merecido fim, não se preocupe Madruga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anon. Acho que a vida quase-miserável que ela está vivendo já é punição o suficiente, rs.

      Abraço!

      Excluir
  13. Uma pena que para os parentes da vovó safada até valeu um pouco a pena pelos 5.280,00 (desconsiderando custos e até a tristeza por terem perdido). O alívio é que pobre mental não sabe administrar dinheiro, então já não deve restar muito mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles ganharam algum dinheiro sim, mas aposto que estavam 100% certos de que iriam conseguir uma pensão alimentícia das boas enquanto a véia vivesse, então a frustração de não ter conseguido isso deve ter superado a alegria de embolsar os R$ 5k.

      Excluir
  14. Que troço sinistro, parece aqueles contos de "Casos de Família" mesmo. Eu tenho uma família relativamente estruturada e mesmo assim temos altos problemas. O último foi de um primo meu, que possui 10 irmãos, essa minha tia teve 10 filhos e 1 filha, esse primo se jogou pro lado da bandidagem e ficou ligando pra minha mãe pra ir encontrar ele em um lugar meio estranho. Em teoria, minha mãe que recebe 2 salários mínimos de aposentadoria e possui umas casas de aluguel é rica pra eles. Com medo, minha mãe pediu pro marido dela ir no lugar dela, meu pai é falecido, um cara grande e bobão com cara de peão de obra. Chegando no local o marido dela viu que havia vários jovens com cara de delinquentes esperando no local, nem parou o carro e passou direto.

    Agora imagine vcs que se um primo meu tem coragem de armar pra assaltar/sequestrar/extorquir minha mãe que sempre ajudou minha tia. Imagine uma criatura dessas que deixou o filho perdido por 50 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, que merda! Pra armar contra a própria família desse jeito tem que ser muito mau caráter mesmo.

      Minha família é bem bizarra, 95% é gente bem pobre, 5% ascendeu na vida por mérito próprio ou por casar com homem rico.

      Além disso, a família está espalhada pelo Brasil inteiro.

      Eu cresci tão longe de todo mundo que não consigo enxergar primos e tios como parentes.

      Abraço!

      Excluir
  15. Justiça foi feita...... Bem que nestes casos, o certo mesmo era esta velha safada pagar todos os valores gastos com advogado e devolução do dinheiro.......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ela provavelmente é beneficiária da gratuidade de justiça (airbag para sem vergonhas), não tem a obrigação de pagar nada... nem sequer poderia, não deve ter bens também.

      Excluir
    2. Airbag para sem vergonhas, rs. Melhor descrição impossível.

      Mas é isso aí, é impossível pegar esse dinheiro de volta.

      Excluir
  16. Sinto pelos 11mil, mas, se serve de consolo, os vagabundos só ficaram com 5mil do total (e provavelmente tiveram que dar uns 30% desse valor ao advogado)
    Quanto ao sofrimento psíquico, pense que, no final, uma pessoa sem relação com as partes não se comoveu com o padecer da velinha e a reconheceu como uma imprestável que não merece ser ajudada pelo próprio filho.
    No fundo, ele recebeu um verdadeiro "atestado" de moralidade e o reconhecimento de que sempre foi o verdadeiro injustiçado.
    Quanto à desgraçada, vai ter o fim que merece, desamparada financeiramente e cercada de imprestáveis.
    Melhor que isso, só se tivesse saído de graça.

    ResponderExcluir
  17. Fala Madruga,

    Fico extremamente feliz que tenha sido resolvido.

    Um grande abraco

    ResponderExcluir
  18. Madruga manda seu pai processar a veia por abandono afetivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo se ele ganhasse, ela não teria dinheiro pra pagar indenização. Pro meu pai seria o famoso "ganhou mas não levou". De qualquer modo não acho que ele tem essa pretensão de revanchismo.

      Abraço!

      Excluir
  19. Sei que seria meio espírito de porco mas e gostaria de ver a cara daquela parentada sanguessuga mais uma vez. Só pra dar meus risinhos agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha eu também. Mas pensando bem, é melhor esquecer que eles existem.

      Excluir
  20. Fala Madruga!
    Que bom que o seu pai saiu vitorioso desta situação bizarra.
    Grande abc.

    ResponderExcluir
  21. Madruga, excelente post. Que bom que a história terminou de forma positiva para seu pai, mas realmente o prejuízo mental é impagável. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá dinheiro. Felizmente o prejuízo mental o tempo cura (eu acho).

      Excluir
  22. Eu acompanhei esses posts e achei a história muito triste. O final foi apenas satisfatório, mas longe de se feliz. Sua Vovó safada é um ótimo exemplo de como os relacionamentos que cultivamos hoje são a chave para nossa felicidade futura.

    Seu pai é um bom exemplo de homem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Troll. Também achei o resultado satisfatório. Felizmente o processo caiu na mão de uma pessoa sensata.

      Final feliz com certeza não foi, mas a própria avó e seus parentes dificultaram qualquer possibilidade de final feliz, pois em vez de tentar conversar como seres humanos normais, já apareceram do nada armados com advogado e ameaçando entrar com processo.

      Eu tenho certeza que meu pai teria ajudado se eles tivessem se aproximado dele de uma forma menos retardada/beligerante.

      Abraço!

      Excluir
  23. Para eles valeram apena, pois lucraram 5k perdidos no tempo. Mas como disse Galvão; "Acabou, acabou!

    ResponderExcluir
  24. é, a teta secou pro lado da parentada da vovó.

    Fiquei imaginando a raiva e a frustração deles ao saberem que perderam o processo. é revigorante!

    (to com o coração peludo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ri muito do coração peludo. Não sei de onde você tira essas coisas hahahaha

      Excluir
  25. Pqp madruga, que ótimo que deu tudo certo no fim apesar dos 11k de prejuízo, tenho sorte da minha familia ser toda unida e estruturada. E sou a favor de ocultação de patrimonio, senão sempre terá algum sanguessuga tentando pegar o que voce conquistou com o suor de anos. É triste mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Jovem Frugal.

      Também sou a favor. Discrição é sempre a melhor opção. Ostentar poder econômico atrai a urubuzada toda.

      Excluir
  26. Caro Madruga, dos males o menor. No começo da história já achei que seu pai ia se dar mal, visto o histórico de ações ganhas pelos aproveitadores nesse país dominado pelo vitimismo e esquerdismo em todas as instituições. Quem bom que o assunto está encerrado, e, mais importante, parece que o lado emocional também está resolvido, pois mal consigo imaginar alguém reencontrar tanto tempo depois a mãe que o abandonou, e numa situação dessas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Samurai. Eu também estava bastante pessimista, pois pelo que pesquisei a lei fala que pais e filhos devem assistência recíproca em caso de necessidade. Se a pessoa fosse aplicar a letra fria da lei, meu pai estaria ferrado. Abraço!

      Excluir
  27. Que bom que as coisas até se resolveram rápido, Madruga.
    Pensei que seu pai ia acabar se dando mal, mas felizmente dos males o menor.
    Pelo que você fala, seu pai parece ser centrado e inteligente, logo ele recupera essa grana e nem lembra mais do ocorrido.
    Mas o pior é ter de lidar com o fato da mão ter sumido por anos e depois voltar com isso. Isso sim é difícil de lidar :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ryca, com certeza a grana gasta pra ele não é nada.

      Pra mim seria um verdadeiro soco no estômago, pois R$ 11k são aproximadamente 10% de todo o meu patrimônio, mas pra ele R$ 11k é metade do que ele ganha em um mês, então nem causa muito impacto.

      E é complicado né, depois de muitos anos sumida, ela resolve reaparecer da pior forma possível...

      Excluir
  28. Nossa, até eu fiquei aliviada com a sentença. No dia que li a parte 1 me deu vontade de jogar o celular no chão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E me deu vontade de jogar o computador contra a parede enquanto eu escrevia, hahahahahah.

      Excluir
  29. Pelo menos os 11k gastos saíram mais baratos do que contratar os "serviços especializados da deep web".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faço ideia de quanto esses "serviços especializados" custam, rs. Mas com certeza foi melhor resolver na justiça do que na bala.

      Excluir
  30. Parabéns cara eu estava torcendo por vocês desde o início. Eu também tenho uma mãe vagabunda assim e até hoje não entrou na justiça contra mim mas ninguém sabe o que pode acontecer no futuro. Bom saber que temos alguns juízes lúcidos no Brasil que não se venderam ao comunismo-socialismo LIXO que tempo por aqui. Amigo ganhei meu dia hoje ao ler seu texto. Felicidades a você e seu pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, amigo. Que pena que sua mãe também é assim! Deve ser uma bosta de situação...

      Abraço.

      Excluir
  31. Tenha orgulho de seu pai, uma pessoa realmente nobre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, quanto aos demais parentes "pena" se neles pensar, ou melhor esquecer porque deveras nunca existiram

      Excluir
    2. Concordo contigo Guardião, essa parentada interesseira cairá no esquecimento muito em breve.

      Abraço!

      Excluir
  32. Parente e agregado só aparece desse tipo, fico feliz pela vitória.
    Pela renda do teu pai esses 11 mil se recupera, agora como ele relatou uma quase pena da velha em querer dar os 500 conto, espero q no futuro ele n preocure ela com ar de culpa e oferecer oportunidade para q a parentada venha com força.
    Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que qualquer contribuição/caridade que ele eventualmente faça para ela no futuro pode permitir uma rediscussão desse direito dele, reconhecido pela justiça, de que ele não tem a obrigação de prestar auxílio.

      Acho que o mais seguro mesmo é cortar contato e ponto final.

      Abraço!

      Excluir
  33. Seu MAdruga,

    Fico feliz pela justiça feita a todos vcs. Imagino tb que com seu pai houve uma mistura de sentimentos. Ele fica feliz pela não obrigação de aceitar o golpe da velha. Mas tb triste por tudo ter chegado aonde chegou. Dói o coração saber das atitudes de sua própria mãe.
    Força pro seu pai e abraços a todos.

    OBS: postei vídeo novo no canal do youtube. Apareça por lá.
    A opinião de gente que entende de finanças é muito importante pra mim.

    Abraços,
    S&P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Vou visitar seu canal! Grande abraço meu amigo!

      Excluir
  34. Seu pai se deu bem, deixou de perder dinheiro.

    Mas devemos lembrar que vivemos no mundo do dinheiro-rei. Um lugar em que a grana fala mais alto que tudo.

    A atitude da velha e dos parentes está de acordo com a nossa sociedade, infelizmente.

    O melhor é nos precavermos, evitar filhos, casamento com comunhão de bens e outras formas de futuros prejuízos emocionais e financeiros. O mundo gira em torno do dinheiro.

    Se seu pai tivesse gasto 11k com gps de alto nível, que cobram R$ 500,00/hora, ele teria mais satisfação. Seriam 22 tardes bem alegres.

    abs
    Ultracapitalista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ultracapitalista. com certeza se deu bem, foram R$ 11k agora que evitaram anos e anos de obrigação de pagar pensão.

      Abraço!

      Excluir
  35. O que acharam da queda de cunha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei excelente e espero que ele, agora que perdeu foro privilegiado e sua base aliada, jogue muita merda no ventilador.

      Abraço!

      Excluir
  36. Ela deve ter sido fortemente influenciada a fazer estas reivindicações. Tem gente má por trás.

    ResponderExcluir
  37. Zé Buceta

    Que lindo ler uma coisa dessas, SM.
    Cara, teu velho ainda ofereceu uma boa grana e o advogado recusou! Rindo demais por aqui.

    ResponderExcluir
  38. pqp q historia foda hein?
    VOVÓ SAFADA
    PARASITAS CANALHAS
    VÃO TRABALHAR!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...